sankofa - retorna à página inicial

encruza ilhada

2020

Uma caminhada entre encruzilhadas numa aparição benfazeja de fumacê e salva. No Centro Histórico de São Luís/MA, a figura que faz referência e reverência aos kazumbas do Bumba Meu Boi e às caixeiras do Divino inicia a defumação nas proximidades da Beira Mar, na encruzilhada de 5 ruas onde se bebe, fuma e canta, onde houve uma estação ferroviária no passado, até o cruzo entre Rua Santo Antônio/Treze de Maio e Rua Grande onde se concentra parte do comércio. Tudo na vazieza de um domingo de eleições. Passos de agô, de pedido de proteção e de salva dada pelo toque da caixa do Divino. Bom dia à dona Emília que é a dona da festa do Beco do Seminário. Bom dia aos raros corpos que se apresentam em trânsito, aos corpos que de fato habitam as ruas com ou sem pandemia, aos lugares onde neste ano ficou a saudade dos festejos, bom dia às ruínas coloniais que nos habitam na contradição diaspórica. ENCRUZA ILHADA é uma tentativa de abertura de caminhos dentro de uma condição de isolamento.

 

Ficha Técnica

Aparição: Elton Panamby

Produção: Filipe Espindola

Assistência: Txai Panamby

Câmeras: Carolina Libério e Ramúsyo Brasil

Edição Audiovisual: Elton Panamby